EquipeOrganizações

Gestão de Pessoas e valorização de equipes

Gestão de Pessoas | Orbi Comunicação

Como vocês já sabem, as duas sócias da Orbi são bacharéis em Relações Públicas pela PUCRS. Devido ao viés de sua formação acadêmica, a Andressa e a Glória sempre se atentam e dão importância às questões humanas nas organizações e Gestão de Pessoas. E, para surpresa e felicidade de ambas, essa temática vem ganhando relevância em debates, estudos, pesquisas e discussões dentro e fora de ambientes acadêmicos. 

Aqui, não estamos falando somente do universo das marcas — que, aliás, foi conteúdo de outro texto no blog. Mas, direcionamos o papo de hoje para gestão: do olhar ao desenvolvimento humano, criação de oportunidades e espaços de aprimoramento das habilidades e competências de cada um e abertura para fala e escuta genuína. Tudo isso a fim de promover diálogos e possibilitar a observação e compreensão mais sensível para com as pessoas, resultando e impactando diretamente no Planejamento Estratégico. Então, vamos seguir a leitura para refletir um pouco mais?

Primeiro, vamos entender o que é Gestão de Pessoas 

A área de Gestão de Pessoas, bem como os profissionais que atuam com ela, atentam-se à cultura adotada pela organização para transmiti-la aos colaboradores. Entretanto, não é somente isso! Também, é necessário motivar, garantir uma comunicação e alinhamentos internos eficientes. Ademais, gerenciar e realizar a manutenção do entrosamento e trabalho em equipe, disseminando o propósito, os valores e a essência da empresa.

Dessa forma, estimulando o bom clima organizacional, sentimento de pertencimento e reconhecimento em cada um desses indivíduos. Sobretudo, a partir do incentivo aos treinamentos e desenvolvimentos constantes dos profissionais em suas funções atuais e oportunidades futuras.

Agora, fica a pergunta: quais relações da Gestão de Pessoas com o sentimento de pertencimento interno? Bora entender!

Afinal, tudo é sobre pessoas

Ao compreender o valor dos alinhamentos de todos os aspectos da organização e da sua cultura com os colaboradores, o Gestor e a área de Gestão de Pessoas entendem que essas atividades permeiam a consistência da organização. Ou seja, ao abrirmos oportunidades de diálogo e troca de conhecimento e informações, estamos estabelecendo a importância de cada pessoa àquela empresa. Dessa forma, o indivíduo passa a se sentir valorizado e importante dentro da sua função, possibilitando ir além e buscar melhorias constantes. Ademais, torna mais claro o que é necessário para atingir o novo cargo e a sonhada promoção. 

Nessa perspectiva, adentramos outra questão fundamental: já é de conhecimento que um dos maiores influenciadores das marcas são os próprios colaboradores. Visto que as organizações são construídas de dentro para fora torna-se vital que as pessoas que a compõem transmitam exatamente o seu âmago. Por isso, preocupe-se em perceber e ouvir (seja observando com os olhos ou escutando com os ouvidos) as singularidades, objetivos e necessidades de cada um. E, por falar nisso, que tal pensarmos mais sobre as potencialidades advindas de conversas com a sua equipe?

O poder do feedback: tanto negativo quanto positivo

Já pensou no valor percebido na perspectiva do colaborador? Costumamos direcionar essa discussão para consumidores, pois sempre falamos sobre a importância da reputação positiva. Porém, como mencionamos anteriormente, as equipes internas possuem extrema relevância para gerar associações otimistas para organizações. 

Um dos grandes movimentos internos cada vez mais abordados e relevantes é o feedback. Todavia, quando afirmamos isso não estamos falando somente de retornos negativos, cobranças, metas e afins. Estamos nos referindo, principalmente, de estabelecer diálogos transparentes com as pessoas: estimule retornos positivos também, reconheça quando o seu colaborador acertou em cheio, pelo seu esforço e movimentos de aprendizado Mas, para deixar claro: não estamos romantizando, sabemos o quanto isso é difícil. E, quando necessário, se posicione e indique melhorias ao seu time. Juntamente, valorize e incentive aspectos e comportamentos! Você perceberá a diferença do seu relacionamento com os colaboradores e a valorização dos momentos em equipe.

Vamos lá? Chegou o momento de colocar a mão na massa e pôr em prática tudo o que conversamos hoje! Se quiser continuar conferindo os nossos conteúdos, te convidamos a nos acompanhar no Instagram e deixar o seu comentário nesse texto. Nos conta movimentos importantes de Gestão de Pessoas que você tem notado e o que projeta para os próximos anos. Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *